Meu cachorro precisa de ração sênior?

ração cão idoso

Meu cachorro precisa comer ração de cão idoso?

À medida que os cães envelhecem eles passam por várias mudanças. Você está percebendo que o seu cachorro já não tem toda aquela disposição de antes, sua pelagem começou a ficar grisalha e ele já não tem aquele porte atlético. Nessa fase podem surgir dúvidas de como cuidar e alimentar melhor para que ele chegue à velhice saudável, podendo aproveitar mais tempo ao seu lado. E um dos principais questionamentos é, afinal, meu cachorro precisa de uma ração específica para essa fase, ou seja, um alimento sênior? Quais são as diferenças do alimento para cães idosos em relação a opção para cães adultos?

Diferenças entre a ração para cães idosos (sênior) e a ração para cães adultos

Os alimentos classificados como sênior são formulados para fornecer a nutrição essencial necessária para os cães em envelhecimento.

Calorias

Geralmente, esses alimentos contêm menos calorias do que as fórmulas para adultos, pois os cães mais velhos tendem a ter um estilo de vida mais tranquilo, queimando menos calorias por dia e com um metabolismo mais lento. Além disso, como já se passaram bons anos, a probabilidade de o cão estar com algum sobrepeso nessa faixa etária é maior.

Fibras

Muitas rações para cães idosos contêm fibras adicionais para apoiar a saúde gastrointestinal ou auxiliar na perda de peso. Essas fibras podem ser prebióticas, que são capazes de nutrir a flora intestinal, o que traz uma série de benefícios no organismo, principalmente na imunidade.

Ingredientes e nutrientes extras

Além disso, as rações para cães idosos podem conter nutrientes extras como ácidos graxos ômega para auxiliar na redução da inflamação, comum em doenças do envelhecimento, glucosamina e condroitina para a saúde das articulações, e antioxidantes por suas potenciais propriedades de neutralizar radicais livres envolvidos no envelhecimento.

Todos os cães mais velhos devem comer ração para cães idosos?

A resposta para essa pergunta não é simples. Alimentar seu cão idoso com uma fórmula projetada para manutenção de adultos pode ser apropriado; no entanto, seu cão pode se beneficiar mais de uma dieta para cães idosos.

É importantíssimo verificar o estado geral de saúde e de escore corporal do seu cão antes de escolher uma dieta. Cães muito acima ou abaixo do peso, por exemplo, não devem ingerir uma dieta sênior. Cães com doenças crônicas como diabetes, doença inflamatória intestinal, hipersensibilidade alimentar, problemas renais e gástricos também devem utilizar dietas apropriadas para essas condições. Por isso, na dúvida, o ideal é sempre consultar um médico veterinário para saber se seu pet pode utilizar ração para idosos. Ele levará em consideração a idade do seu cão e fornecerá as recomendações para a melhor dieta com base nos sinais de envelhecimento, como diminuição da mobilidade, capacidade cognitiva prejudicada, aumento de peso ou perda de massa muscular.

É importante notar que a Association of American Feed Control Officials (AAFCO), não inclui uma fase de vida sênior. Isso significa que as rações para cães idosos são fórmulas de manutenção para adultos que atendem aos requisitos da AAFCO, com ajustes feitos (como os citados acima) para contemplar cães em envelhecimento. A AAFCO é uma organização que define os padrões nutricionais dos alimentos para animais de estimação vendidos nos Estados Unidos, e que a maioria dos outros países usa como referência, inclusive o Brasil.

Qual é a melhor idade para mudar para a ração para cães idosos?

Não existe uma idade universal na qual os cães são considerados idosos. Em vez disso, os veterinários baseiam o status sênior na expectativa de vida. Cães de raças pequenas com expectativas de vida bem acima da média podem atingir a fase sênior quando têm 10 ou 11 anos, enquanto um cão de raça gigante pode ser considerado idoso já aos 6 anos de idade. Cães de porte médio podemos dizer que são considerados “sênior” quando passam dos 7 anos.

E quais são os benefícios da ração para cães idosos?

A ração para cães idosos pode oferecer inúmeros benefícios para os cães em envelhecimento, incluindo:

  • Fontes de proteína de alta qualidade e com alta digestibilidade para apoiar a massa muscular magra.
  • Equilíbrio calórico apropriado evitando a obesidade.
  • Nutrientes adicionais, como glucosamina e ácidos graxos ômega-3 para apoiar a saúde das articulações e a mobilidade.
  • Melhor saúde intestinal com adição de fibras prebióticas como levedura, MOS e outras fibras com reconhecida função de modulação intestinal.
  • Apoio ao sistema de defesa natural com adição de ingredientes como betaglucanos, antioxidantes, fosfatidilcolina, entre outros.
  • Auxílio à saúde dentária com adição de ingredientes como o hexametafosfato de sódio

 

A alimentação de um cão idoso deve ser cuidadosamente considerada para garantir que ele receba a nutrição adequada. As rações para cães idosos são formuladas para atender às necessidades específicas desses animais. No entanto, a decisão de mudar para uma ração para cães idosos deve ser baseada no estado geral de saúde do cão e sempre sob a orientação de um médico veterinário. A saúde e o bem-estar do seu cão são prioridades, e uma alimentação adequada é um componente crucial para garantir que ele viva uma vida longa e saudável.

 

Compartilhe: